quinta-feira, 9 de junho de 2016

BISPOS DA GUINÉ-BISSAU REUNIRAM-SE


Dom Câmnate, Dom Pedro, Dom Lampra, Pe. Alberto Gomes (Secretário) 
Os bispos da Guiné-Bissau, Dom José Câmnate Na Bissign, Dom Pedro Carlos Zilli e Dom José Lampra Cá, reuniram-se no Centro de Espiritualidade de N’Dame nos dias 16 a 18 de maio de 2016 - Segunda a Quarta-feira. No  encontro que, teve início com a celebração das Vésperas, além de momentos de partilha entre eles, os bispos encontraram alguns de seus próximos colaboradores.


Foi assim que, na manhã de terça-feira, dia 17, encontraram-se com equipa do Seminário Maior Interdiocesano “Dom Settimio Arturo Ferrazzetta”, cujo Reitor é o Pe. Bernardo António Gomes. Trataram os seguintes assuntos: ponto da situação dos Estatutos do Seminário Maior; Regulamento Interno; Relatório das atividades e financeiro Ano 2015-2016; Professores brasileiros no Seminário Maior; Escola de Teologia para Leigos. Os bispos e a equipa formativa manifestaram alegria pelo bom caminho que está a ser trilhado pelo Seminário e pelo bom número de estudantes num total de 33 – 32 seminaristas e uma Consagrada: Diocese de Bissau 11; Diocese de Bafatá 10; Franciscanos 08; Preciosíssimo Sangue 03; Companhia Missionária Coração de Jesus 01. Dos 33 estudantes, 21 são internos e 12 externos. Falaram sobre a importância de uma boa formação dos seminaristas, pois no sacerdócio lhes será entregue a grande responsabilidade de serem pastores do povo onde o Senhor os enviará.

Na mesma manhã, Pe. Francelino António Nhaga ajudou os bispos no aprofundamento da compreensão do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano. Falaram da necessidade de tal Tribunal, dos procedimentos para a sua criação e dos recursos humanos e financeiros para a sua implementação. Na parte da tarde, encontraram o Reitor da Universidade Católica da Guiné-Bissau (UCGB), o Professor Doutor Eugénio Moreira. O Reitor fez um balanço do caminho que está a ser percorrido pela Instituição que, estando no início de sua implantação, encontra não poucos desafios. Manifestou, no entanto, tranquilidade em dizer que as perspetivas são boas. No Letivo 2015-2016, nas faculdades em Economia e Gestão e Ciências da Educação, os estudantes são em torno de 400. A seguir encontraram-se com o Pe. Domingo Cá, coordenador da Comissão Bíblica da Diocese de Bissau e Pe. Giuseppe Pizzoli, coordenador da de Bafatá. Partilharam a alegria em constatar que, mais e mais, nossos católicos, exprimem o desejo de ter a Bíblia nas mãos. Os Bispos encorajaram as duas comissões a prosseguirem na aminação bíblica das comunidades, apresentando-lhes a “Lectio Divina” e outros métodos de contato com a Palava de Deus. Falou-se da importância de utilizar a Rádio Sol Mansi na difusão da Bíblia. Bispos e coordenadores congratularam-se com a maravilhosa iniciativa do Regional Sul 2 da CNBB na promoção da campanha de doação de 20 mil Bíblias para a Guiné-Bissau. A campanha está a movimentar, neste ano 2016, toda a Igreja do Paraná e em especial as crianças da catequese. No dia 18, quarta-feira, Dom Câmnate, Dom Zilli e Dom Lampra acolheram o Sr. Casimiro Jorge Cajucam, Diretor da Rádio Sol Mansi. Com ele, refletiram sobre os desafios e perspetivas da estação emissora que se propõe a ser sempre mais “uma voz de paz na Guiné-Bissau”. A seguir, tiveram um encontro com Pe. Domingos Binhague, Secretário-Geral da Caritas Guiné-Bissau. Pe. Domingos apresentou aos bispos, “o Plano Estratégico 2011-2015”, “Estatutos revistos em 2012”, “Participação da Caritas Guiné-Bissau na Conferência Regional e na Assembleia Geral da Caritas Internationalis em maio 2015”; “Criação de dois comitês: comitê de revisão dos Estatutos da Caritas Guiné-Bissau e comitê de elaboração do Plano Estratégico da Caritas Guiné-Bissau 2016-2020”. Pe. Massiev N’Deque, coordenador da Comissão da Adolescência e da Juventude da Diocese de Bissau, apresentou o ponto da situação sobre a participação da Igreja da Guiné-Bissau na JMJ Cracóvia no final do mês de julho próximo. 

Pe. Alberto, Dom Pedro, Dom Lampra, Casimiro, Dom Câmnate
Com o precioso acolhimento das Irmãs Oblatas do Sagrado Coração de Jesus de N’Dame, o encontro foi vivido num clima de comunhão e de oração pela Igreja e pela Guiné-Bissau que está a viver mais um momento difícil de sua história. Nas missas e orações, em companhia das irmãs ou somente entre eles, os bispos pediram ao Senhor que guarde a Guiné, a Africa e todos os povos do mundo na sua Paz.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário