segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

CONFERÊNCIA VIDA CONSAGRADA NA GUINÉ-BISSAU TEM NOVO CONSELHO DIRETIVO





Na quinta-feira, dia 27 de dezembro, a Conferência da Vida Consagrada Guiné-Bissau - COVICGB - reuniu-se, em Assembleia Geral, na cúria diocesana de Bissau, para a eleição do novo Conselho Diretivo.  Foram eleitas as seguintes consagradas e consagrados: Presidente: Irmã Eulália Victória Machel, Servas de Nossa Senhora de Fátima; Vice-Presidente: Pe. Fabio Motta, PIME; Secretário-Geral: Irmã Alessandra Bonfanti, Missionárias da Imaculada; Vice-Secretario-Geral: Irmã Silvia Mendez Mendonza, Ermanas Franciscanas de La I. Concepcion; Tesoureiro: Frei Raxido Marcelo dos Santos, Ordem dos Frades Menores; Vogal: Irmã Maria Claver Ndongo, São José de Cluny.


No final da Assembleia, os presentes homenagearam a Irmã Eloisa Brigida Barbosa Monteiro da Cruz, Franciscana Hospitaleira da Imaculada Conceição que assegurou a presidência da COVICGB no último triênio.



ORDENAÇÃO SACERDOTAL DO JACINTO BALIU SIBANDIÓ






No sábado, dia 29 de dezembro, em Suzana, Dom Pedro Zilli teve a felicidade de viver a graça da ordenação sacerdotal do Pe. Jacinto Baliu Sibandió, o primeiro missionário da comunidade paroquial de Suzana para a Congregação dos Missionários do Santo Espirito. Jacinto, filho do casal Raul Baliu Sibandió e Maria Nhauleunhor, nasceu no dia 14 de maio de 1982. Ele é irmão do Pe. Marco Baliu do clero diocesano de Bissau. “Jacinto entrou no Seminário  Diocesano de Bissau, mas o seu desejo sempre foi o de ir para longe, assim como de longe vieram os padres do PIME que anunciaram o Evangelho em Suzana” (ver “Biografia” no Livrinho da Ordenação Sacerdotal). O Senhor, na sua infinita bondade, acolheu o seu desejo. Irá “levar a chama da fé a outras terras africanas, nomeadamente no Gabon”(idem). 


A celebração eucarística contou com a participação de um bom número de sacerdotes das dioceses de Bissau e Bafatá, Franciscanos, PIME e Espiritanos, entre os quais o Pe. Moïse Camara, Provincial da PANO – Africa do Africa do Nord-Ouest e o P. Lucius Sagna, Representante do Província do Gabon e Guiné-Equatorial.  Contou igualmente com consagradas da Guiné-Bissau e um bom numero de fieis provenientes da Guiné-Bissau, do Senegal,…



Na homilia, Dom Pedro Zilli citou a Regra de Vida Espiritana (RVE), que determina que Espiritanos se dirijam, “de preferência àqueles que ainda não ouviram a mensagem do Evangelho ou mal a ouviram; aos oprimidos e mais desfavorecidos individual e coletivamente; assumimos tarefas para as quais a Igreja dificilmente encontra obreiros”. (RVE 12). “No coração da sua vocação está, pois, a vida apostólica”. Para viverem esta «vida apostólica», a consagração inclui três dimensões essenciais: o anúncio do Evangelho, a prática dos conselhos evangélicos e a vida em comunidade fraterna e orante (RVE 3).



No final da celebração, tanto por parte do Pe. Moïse, como do  Pe. Jacinto, houve agradecimentos  à família Baliu, à comunidade, aos missionários de Suzana, especialmente, a Pe. José Fumagalli pelo testemunho missionário de uma vida dedicada a Missão em Suzana. Lá se foram 50 anos: 1968-2018. Agradeceram a Dom Pedro disponibilidade e ir a Suzana ordenar mais um Espiritano.



Na sexta-feira à noite, dia 28, no cemitério, Dom Pedro Zilli presidiu a celebração eucarística dos 45 anos de falecimento do Pe. Spartaco Marmugi, missionário em Suzana de 1952 a 1973. Ele faleceu no dia 28 de dezembro de 1973 e está sepultado Suzana, sendo uma referencia importante para comunidade cristã. Na celebração, foi entregue a tocha acesa ao Jacinto Baliu para significar que ele deve continuar a missão do Pe. Marmugi.







BAFATÁ: LUIS PAULO DA COSTA MONTEIRO ORDENADO SACERDOTE




No 15 de dezembro, Dom Pedro Zilli, conferiu, na Sé Catedral de Bafatá, a Sagrada Ordem do Sacerdócio ao Pe. Luís Paulo da Costa Monteiro, nascido no dia 08 de abril de 1988, na Região de Bafatá, Setor de Bafatá, filho de Augusto Monteiro e de Filomena Lopes da Costa Monteiro.

Na homilia da celebração que contou com uma numerosa participação de fieis, sacerdotes, consagrados,  seminaristas, familiares e amigos do neo-sacerdote, Dom Pedro disse, entre outras palavras: “Luís Paulo, dentro de momentos, serás ordenado sacerdote. Sabemos que as pessoas muito respeitam o padre. Respeitam-no como homem de Deus. E é isto mesmo: o padre é homem de Deus. Peço-te que vivas como homem de Deus. Que o Senhor te dê a força para que sejas um sacerdote feliz que se esforça para viver as bem-aventuranças. Que sejas pobre”. Disse também: “que Senhora Assunta ao Céu, Padroeira da Nossa Diocese, te cubra com o seu manto sagrado”.


No final da celebração, houve um agradecimento especial ao Engenheiro Domingos Simões Pereira, pela generosa oferta da pintura e sonorização da catedral que se tornou algo muito mais conforme sua dignidade. Agradecimentos também à sua equipa e pessoal da Paróquia Nossa Senhora da Graça pela realização dos trabalhos em tempo útil para a missa da ordenação.


 A seguir, Pe. Luís Paulo expressou o seu agradecimento a Deus, ao bispo, familiares, formadores e tantas pessoas que contribuíram na sua formação. Pediu orações  a todos para que possa viver  bem o seu sacerdócio.
No Salão paroquial da Paroquia Nossa Senhora da Graça foi servido um bom e fraterno almoço.















GUINÉ BISSAU: VISITA PASTORAL DA CRIANÇA INTERNACIONAL





De 12 de novembro a 03 de dezembro, a Pastoral da Criança, nas Dioceses de Bissau e Bafatá, acolheu a Lady Anne Cardoso, Assessora Internacional da Pastoral da Criança, que sempre foi acompanhada e apoiada pelas duas coordenações diocesanas.
Lady Anne enviou um “RELATÓRIO DE VIAGEM A GUINÉ BISSAU, DIOCESES DE BISSAU E BAFATÁ”, datado de 13 de dezembro.
Conforme tal Relatório, na Diocese de Bissau ela visitou a capital Bissau – Paróquia São João Batista de Brá, Paróquia Nossa Senhora da Ajuda, Comunidade Santa Mãe-, Santo Antônio de Safim, São Domingos; Na Diocese de Bafatá, visitou São Daniel Comboni - Bafatá, Bolama, Contuboel, Gabu, Bambadinca.

O Relatório refere que, durante a sua permanência no País, muitas foram as atividades realizadas: encontros com os bispos, párocos, celebrações da vida, capacitação sobre o sistema de informação, capacitação com os capacitadores do Guia do líder 2007, oficinas de formação, reuniões, visitas, auditoria nas prestações de contas…
Houve uma reunião com o Embaixador  José Viegas Filho, Representante Especial do Secretario-Geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau e chefe do Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau
No dia 29 de novembro, em Bafatá, com a presença de Dom Pedro Zilli, teve lugar “um momento de avaliação com as duas coordenações diocesanas, para ver as dificuldades da missão, listar soluções e estabelecer metas para o fortalecimento da Pastoral da Criança na Guiné-Bissau”(ver Relatório). Com a ajuda da Lady Anne, cada diocese elaborou seu Plano de Ação para 2019.

Dom Pedro, Lady Anne, Sr. José Viegas e Paula
No referido relatório, Lady Anne escreveu: “primordialmente, no período no qual estive acompanhando as Dioceses, na Guiné-Bissau, tive a certeza de que há necessidade da Pastoral da Criança acontecer. Nas visitas, especialmente às tabancas é explícito o quanto as gestantes e crianças precisam do acompanhamento mensal dos voluntários comprometidos em de fato ser esse missionário
em busca da vida plena para todos”.
A visita da Lady Anne, foi ocasião para fazer o ponto da Pastoral da Criança no País e lançar as bases para a sua renovação e animação. Foi dito “obrigado” a Lady Anne por ter vindo à Guiné e “obrigado” à Pastoral da Criança Internacional por tê-la enviado. 



GUINÉ-BISSAU: VISITA DA AJUDA À IGREJA QUE SOFRE



 
Em Buba com os sacerdotes, religiosos e religiosas
Nos dias 20 a 27 de novembro, a Igreja da Guiné-Bissau viveu a alegria da visita da Ajuda à Igreja que Sofre, através do Sr. Rafael D´Aqui – Chefe de Seção e Sra. Monika Sinzig – Assistente Administrativa.
Na Catedral em Bafatá
Tanto na Diocese de Bissau, como na de Bafatá, tiveram encontros com os bispos, visitaram várias realidades, com especial atenção aos projetos financiados pela Fundação.
Na Diocese de Bissau,  além das celebrações eucarísticas, visitaram o Centro de Espiritualidade de N´Dame, o Seminário Maior Interdiocesano, o Seminário Menor Diocesano,a construção da igreja de Antula, as obras de construção da igreja de Santa Luzia, o Centro Diocesano Social (CEDIS), a Rádio Sol Mansi, o sistema solar da comunidade de São Pedro, a Casa de Formação Diocesana, a Casa de Acolhimento Bambaran, a residência das Irmãs Missionárias da Consolata, visitas de cortesia à Representação da Alemanha e ao Embaixador de Brasil, encontro com os sacerdotes, religiosos e religiosas.
Com a comunidade em Xitole
Na Diocese de Bafatá, houve um encontro e Santa Missa com os sacerdotes, religiosos e religiosas, em Buba, visita à Missão Católica São Paulo VI de Quebo, à comunidade de Xitole, Santa Missa Catedral de Bafatá, encontro com os catequisandos e com os catequistas de Bafatá, visita à Casas das Mães de Bafatá e Gabú, almoço com os missionários de Bafatá, vista Centro Recuperação Nutricional de Gabú, Santa Missa em Bambadinca, Visitas a Nhabijão e Gambiel.
Os encontros com os sacerdotes, religiosos  religiosas das Dioceses de Bissau e de Bafatá foram muito bons, porque ajudaram a compreender quais são os critérios e as modalidades para a obtenção dum financiamento por parte desta grande organização caritativa que opera em todo o mundo.

Com os catequistas de Bafatá
A visita do Rafael e da Monica, constituiu-se num momento de grande alegria para todos os que entraram em contacto com eles. Os dois demonstraram um grande amor por todos, especialmente, aqueles mais necessitados que, para testemunhar o Evangelho e o amor aos irmãos, vivem com muitas dificuldades. 

Com a comunidade em Gambiel
A AIS: Ajuda à Igreja que Sofre (em alemão: Kirche in Not) é uma Fundação Pontifícia da Igreja Católica com sede em Königstein, Taunus, Alemanha, fundada em 1947, entre as ruínas e a devastação da Segunda Guerra Mundial, pelo padre Werenfried van Straaten. A Ajuda à Igreja que Sofre (Aid to the Church in Need - ACN), é um dos braços do Vaticano que se preocupa especialmente com o desenvolvimento pastoral da Igreja no mundo. 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

CONFERÊNCIA EPISCOPAL REUNIU-SE





A Conferência Episcopal do Senegal, Mauritânia, Cabo Verde e Guiné-Bissau, reuniu-se, nos dias 12 a 18 de novembro, no Foyer de Charité do Cap de Biches, na Arquidiocese de Dakar (Senegal).
A sessão iniciou-se com um dia de retiro animado pelo Pe. Pascal Fap Téning DIOME, da Arquidiocese de Dakar, Coordenador diocesano dos Movimentos de Apostalado e Coordenador nacional do Apostolado dos Leigos, sobre o tema: “A espiritualidade das JMJ e os desafios da juventude: qual conversão pastoral para nós Pastores?”.
A cerimônia de abertura da sessão, presidida por Sua Excelência, Dom José CÂMNATE NA BISSIGN, Bispo de Bissau e Presidente da Conferência Episcopal, teve lugar na terça-feira, dia 13 de novembro, na presença de Sua Excelência Dom Michael W. BANACK, Núncio Apostólico no Senegal, Guiné-Bissau, Cabo Verde e Mauritânia.
O Núncio Apostólico transmitiu aos bispos, as saudações do Santo Padre, o Papa Francisco, o seu apoio e a certeza de sua solicitude paternal. Ele colheu a ocasião para felicitar os bispos, em nome do Santo Padre, pelo “generoso zelo pastoral”, e para transmitir ao conjunto das Comunidades cristãs da Conferência Episcopal, a vibrante homenagem do Papa pelo bom testemunho e seu dinamismo na vida da Igreja. Ele alegrou-se pelo estabelecimento das relações diplomáticas entre a Santa Sé e a República Islâmica da Mauritânia.
Seguiu-se uma partilha frutuosa em torno de pontos concernentes à vida da Igreja universal, em particular referente ao Sínodo dos bispos, realizado em Roma, no passado mês de outubro, sobre o tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.
Os bispos debruçaram-se essencialmente sobre a elaboração da tradicional Exortação para a Quaresma, destinada a todos os fiéis cristãos. Com o tema: “A fé em Jesus Cristo e nossos atos”. Convidaram todos os fiéis católicos, em particular, e os homens de boa vontade, em geral, a estabelecerem uma coerência entre sua vida de fé e as exigências de sua vida ativa. Sublinharam a relação que deverá existir entre a fé professada e as obras que a confirmam. Na Exortação, apelaram à superação da “cultura do simples falar bonito” que não possui nada de engajamento verdadeiro e generoso, sobretudo em favor dos mais pobres. Para os bispos, tudo se orienta rumo a uma tomada de consciência para uma real mudança, para uma verdadeira conversão a concretizar-se.
Como pastores, interessaram-se pela vida social e política de seus diferentes países, sobretudo da Guiné-Bissau e do Senegal, que se preparam para as eleições. Diante da delicadeza do processo eleitoral, rezamos com fervor, apelando fortemente à consciência cívica de todos, sobretudo dos atores políticos, em favor de eleições credíveis e pacíficas. Aproveitaram a oportunidade para convidar todos os candidatos a porem como prioridade nos seus programas, o respeito, a promoção do bem comum e o interesse de todos os cidadãos.
Em comunhão com a Diocese de Kaolack, os bispos alegraram-se pela escolha de sua Santidade, o Papa Francisco, de Dom Martin Boucar TINE para bispo de Kaolack. Até então, o bispo nomeado foi Vigário Geral da Congregação dos Padres Sacramentinos, em Roma. Sua Ordenação episcopal, no sábado, 24 de novembro, em Kaolack, colocou fim a uma longa espera e torna-se uma fonte de alegria e esperança para toda a comunidade cristã. Os bispos asseguram ao Dom Martin, assim como a toda a sua Diocese, o apoio e suas fervorosas orações. Eles lhe auguram igualmente um ministério fecundo e feliz, como também uma boa integração no seio da família da Conferência Episcopal.
Os bispos fizeram a Sua Excelência Sr. Macky SALL, Presidente da República do Senegal, uma visita de cortesia. Partilharam com o Presidente da República, o conteúdo de seus trabalhos da sessão, particularmente sobre a Exortação para a Quaresma do próximo ano.  Abordaram com o Chefe do Estado alguns pontos relativos à vida da Nação. Juntamente com ele, rezaram pela coesão social e o bem-estar das populações.
Além disso, eles rezaram também para que Deus abençoe a comunidade muçulmana que se prepara para celebrar o Maoulaoud (festa do nascimento do profeta Maomé)
Para o seguimento do projeto de implantação da Unidade Universitária a Ziguinchor (UUZ) da Universidade Católica da África do Oeste (UCAO), os bispos encontraram-se com a Comissão de gestão da UCAO/UUZ com a finalidade de se inteirar do andamento do projeto. De acordo com o relatório apresentado, o projeto avança, apesar das dificuldades reais. O diálogo com as populações de Coubalan encaminha-se para uma resolução satisfatória.
Os bispos da Conferencia Episcopal saudaram e agradeceram calorosamente a família diocesana de Dakar – os sacerdotes, os religiosos, as religiosas e os fiéis leigos – em torno de seu Pastor Dom Benjamin NDIAYE, pelo acolhimento que lhes foi prestado durante a sessão.


Uniram-se a todas as comunidades que celebram seus Jubileus neste ano na Arquidiocese. Estiveram em comunhão de ação de graças com os membros do Foyer de Charité de Cap des Biches que estão a celebrar o seu Jubileu de Ouro. Associaram-se à Congregação das Irmãs Adoradoras do Santo Sacramento por ocasião da Ação de Graças pela canonização do seu Fundador Francesco Spinelli.  É Participaram, no domingo, dia 18 de Novembro, da missa de ação de graças, que marcou a conclusão da sua sessão.
Os membros da Conferência Episcopal exprimiram igualmente sua gratidão às autoridades governamentais, administrativas e militares do Senegal, pelos diferentes serviços e facilitações que lhes permitiram o bom desenvolvimento da sessão. Eles imploram as bênçãos e as graças divinas sobre o Senegal, a Mauritânia, o Cabo Verde e a Guiné-Bissau.
A nossa Conferência Episcopal é composta por 04 países: Senegal, Mauritânia, Cabo-Verde e Guiné Bissau, sendo um total de 12 dioceses: 07 do Senegal, 02 de Cabo Verde, 02 da Guiné-Bissau, 01 da Mauritânia.  Somos 13 bispos: 07 do Senegal, 02 de Cabo Verde, 03 da Guiné Bissau e 01 da Mauritânia.



DIOCESE DE VERONA NOS VISITOU: ENCONTROS, CELEBRAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS PELOS MISSIONÁRIOS VERONESES E SACRAMENTOS.




No dia 30 de outubro, a Diocese de Bafatá, mais especificamente, a Paroquia São Daniel Comboni, tiveram a honra de acolher dos irmãos da Diocese de Verona: Pe. Roberto Campostrini, Vigário Geral, Pe. Giuseppe Mirandola, Diretor di Centro Missionário; Pe. Alessandro Martini e Pe. André Matuzzi, destinado à referida Paróquia. Pe. Roberto e Pe. Mirandola retornaram à Itália no dia 06 de novembro e Pe. Pizzoli no dia 08.


A visita foi marcada por encontros com Pe. Lucio Brentegani, Pe. Giuseppe Pizzoli, Dom Pedro Zilli, comunidade de São Daniel Comboni, participação, em Contabane, no dia 03 de novembro, na celebração de lançamento do Projeto de Pastoral da Diocese de Bafatá para o triênio 2018-2021 - que tem como tema “A Igreja anuncia o Evangelho com alegria”,…
Dia 04 de novembro, Trigésimo Primeiro Domingo do Tempo Comum B, na missa presidida por Dom Pedro Zilli, a Paróquia São Daniel Comboni viveu um grande dia de festa: “bem vindos” aos irmãos da Diocese de Verona; agradecimentos a Pe. Giuseppe Pizzoli; sacramentos da iniciação.




No início da celebração, Pe. Lucio Brentegani cumprimentou a comunidade e apresentou os concelebrantes.  Após à homilia, Pe. Pizzoli batizou um adulto e uma jovem e Dom Pedro crismou o adulto. Os agraciados pelos sacramentos não escondiam suas lágrimas de alegria mescladas com apreensão pela nova vida a ser vivida.


No final da missa, a comunidade, a quem o Pe. Pizzoli serviu por cinco anos, chorou sua partida: lembrou-se dos pontos altos da sua vida e o trabalho feito na missão aqui na Guiné-Bissau. Também o coro de jovens deixou espaço para lágrimas ...! Pe. Giuseppe, também ele, visivelmente emocionado, agradeceu o bispo de Verona por tê-lo enviado à Guiné, a Dom Pedro, Pe. Lucio e a comunidade pelo acolhimento.




Pe. Andrea


Chegou a hora do discurso do Padre Andrea que, em português, saudou a comunidade, agradecendo a todos pela “calorosa acolhida a ele reservada”. Pediu a todos que vivessem no amor a Deus e ao próximo, como sugeria o Evangelho do domingo (Mc. 12,30-31), aquele amor que vem de Deus e nos permite construir aqui o reino de alegria e vida.




Pe. Roberto Campostrini

Pe. Lucio convidou o Pe. Roberto Campostrini e Pe. Giuseppe Mirandola para saudações. Depois de saudarem o bispo, Pe. Pizzoli, Pe. Brentegani e a comunidade, falaram sobre a construção da nova igreja, da qual, boa parte do material está a caminho da Guiné. Sublinharam a necessidade não apenas uma nova igreja, mas sobretudo de uma comunidade rica e bela na fé, uma comunidade cristã que cresce e preenche o novo templo do Senhor.
Pe. Andrea, meditando sobre a celebração, escreveu: “mais uma vez, o espanto é tanto: até aqui podemos ver a Igreja ... Uma jovem Igreja por dentro e por fora, com homens e mulheres sorridentes e alegres, com pessoas de fé e que estão a caminho, humano e espiritual, ao mesmo tempo. É realmente verdade que o Senhor sempre surpreende!”






terça-feira, 25 de dezembro de 2018

DIOCESE DE BAFATÁ: LANÇAMENTO DO PROJETO DIOCESANO DE PASTORAL PARA O TRIÊNIO 2018-2021




No sábado, dia 03 de novembro, em Contabane, comunidade da Missão Católica São Paulo VI de Quebo, a Diocese de Bafatá viveu a alegria do lançamento do seu  Projeto Diocesano de Pastoral para o triênio 2018-2021 - que tem como tema “A Igreja anuncia o Evangelho com alegria”.



A Missa que foi presidida por Dom Pedro Zilli, e concelebrada pelos sacerdotes de Verona,  das Paróquias e Missões da diocese, contou com a participação de consagrados e consagradas, seminaristas maiores e fiéis das 15 paróquias/missões. Ao todo participaram cerca de 240 pessoas, como também um grupo de muçulmanos. 







Pércio, Márcia, Pe. Pizzoli
A decisão de fazer o lançamento do Projeto Pastoral em Contabane, motiva-se no fato de o Ano Pastoral 2018-2019, ter como lema “Bo bin, no bai” (“Vinde, vamos!”) e  ser um convite à vivência de “uma Igreja em saída”, como o Papa Francisco ama recordar. Contabane é  uma comunidade bem pequenina e está mesmo no inicio da caminhada cristã, reclamando dos cristãos mais crescidos na fé, uma maior abertura missionária, sendo verdadeiramente, “uma Igreja em saída”,


Na homilia, Dom Pedro Zilli recordou que “no ano passado, 2017-2018, vivemos um Ano Bíblico, com as palavras do Salmo 119,105:  ‘Tua palavra é  lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho’. Realçou que “o Ano Bíblico terminou, mas no amor à Palavra de Deus não terminou. Agora está mais forte, cresceu…! Queríamos valorizar os 15.000 exemplares da Bíblica provenientes do Brasil. Já não são somente 15.000. São 25.000”.
Dom Pedro realçou que “com Jesus que caminhará conosco na sua Palavra, no  seu Corpo e no seu Sangue, com a graça de Deus e com os dons do Espirito Santo, viveremos o nosso Projeto Pastoral com grande contentamento. Seremos  uma ‘Igreja anuncia o Evangelho com alegria’. Nestes três anos, seremos uma ‘Igreja em saída, no trabalho de Primeiro Anúncio e conculturação do Evangelho”.

Dom Pedro agradeceu o Pe. José Pizzoli que “com a ajuda do Conselho Permanente de Pastoral e de toda a Diocese, levou à frente a preparação do Projeto Pastoral. Ele voltará à Itália, mas nós continuaremos o seu trabalho”. Dom Pedro agradeceu os irmãos da Diocese de Verona presentes na celebração: o Vigário Geral, Pe. Roberto Campostrini; Pe. Giuseppe Mirandola, Diretor di Centro Missionário; Pe. Alessandro Martini e Pe. André Matuzzi, que chegou  para São Daniel Comboni.

No final da celebração, foi apresentada, oficialmente, a “Orasons pa Projetu Diosesanu 2018-2021” que deverá nos acompanhar durante os três anos do Projeto. Dom Pedro pediu a Maria, Mãe de Deus, Padroeira de Contabane, que abençoe Contabane, Quebo, Buba  pela organização deste dia que “ficará gravado nos nossos corações”. Agradeceu, especialmente, os missionários da Missão Católica São Paulo VI, de Quebo, e  a comunidade de Contabane, pelo suporte na preparação da celebração, para que toda a festividade acontecesse com o empenho e participação de todos.



O Site do Regional Sul 2, Igreja Católica do Paraná, na publicação  do dia 12 de novembro, “Missionários paranaenses participam do lançamento do Plano trienal de Pastoral da Diocese de Bafatá (Guiné-Bissau – África)”, cita o seguinte texto do Pércio Pereira Vitória, coordenador da Missão Católica São Paulo VI, de Quebo:
 “Com grande alegria pudemos viver esse evento com o sentido de parceria e cumplicidade entre todos. Os homens, juntos, construíram as estruturas de madeira e bambu, o dia todo debaixo de sol quente e colhendo as folhagens, usadas como cobertura, no mato; as mulheres colocaram seus talentos a serviço, preparando toda a comida nas grandes e pequenas “caçarolas” ao fogo no chão; os jovens de Quebo, junto com os de Contabane, ensaiaram, durante vários dias, os cantos para o coral; e as parcerias de tantos outros que foram surgindo, com seus corações abertos e dispostos para servir ao Reino de Deus. Gratidão e amor pela obra de Deus é o que resume tudo”,

Em 2021 a Diocese completará 20 anos de criação pelo querido São João Paulo II. O Projeto Diocesano de Pastoral será uma propícia ocasião à preparação e vivência das celebrações destes 20 anos.


QUEBO: DESPEDIDA E ACOLHIDA DE MISSIONÁRIOS


                                           Gabriel, Diácono Pedro, Salete, Dom Pedro, Márcia, Pércio,                                                                                  Mariana, Samara, Luana, Frei Bernardo

No dia 28 de outubro, trigésimo domingo do Tempo Comum B, a comunidade São Paulo VI, de Quebo, viveu momentos de intenso espírito missionário: a graça da canonização do seu Padroeiro Paulo VI no dia 14 de outubro; a benção das casas do padre e dos hóspedes;  a abertura do contêiner com mais 10.000 exemplares da Bíblia provenientes do Brasil; o reconhecimento oficial de “Maria, Mãe de Deus”, como Padroeira da Comunidade de Contabane; o acolhimento do casal Pércio Pereira Vitoria e Márcia do Rocio Pereira Vitoria; a despedida do casal Diácono Pedro Avelino Lang e sua esposa Salete Teresinha Lang.


Durante a celebração da Santa Missa, presidida por Dom Pedro Zilli, Pércio, Márcia, Frei Bernardo,  Gabriel, Mariana, Samara, Dra. Luana e a pequena comunidade cristã, com seus catequizandos em preparação para os sacramentos, seus  Valentes e todos os presentes demonstraram todo o carinho aos missionários Pedro e Salete. 




Dom Pedro realçou que “os dois eram muito queridos por todos e que deixarão uma marca profunda, não somente nos que participam da comunidade, mas também nas autoridades, muçulmanos,  evangélicos, pessoal da Saúde, da Educação e na população”. Agradeceu-lhes “por terem vindo à Diocese e deixado um lindo testemunho”.
O Sr. Lourenço, em nome da comunidade, proferiu lindas palavras endereçadas aos dois. Entre outras coisas, ele disse: “Eles ofereceram as suas mãos, seus pés, suas vozes à comunidade de Quebo e Contabane”; “iam à tabankas distantes…”, “prestavam atenção aos doentes…”; “trabalhadores incansáveis, utilizavam moto-serra e outros instrumentos para cortar os troncos dos cajueiros; iam às matas cortar paus de carvão, cana-de-bambu para a vedação do terreno…”.  



Lourenço concluiu suas palavras, dizendo: “seria uma tristeza total, se não houvesse quem substituísse os irmãos Pedro e Salete nesta Missão e nesta comunidade. Rezemos para que o Senhor nos dê mais capacidade nas lideranças e nos serviços”.  












Pedro e Salete foram homenageados pela comunidade com os tradicionais “pano di pinti”. 










Agradeceram por todo “carinho e amizade recebidos durante todo o tempo vivido na Missão”. No Facebook, os dois escreveram: “Gratidão a Deus, à Igreja do Paraná Regional Sul 2 e Dom Pedro Carlos Zilli, pela oportunidade de viver estes quatro anos na Guiné-Bissau – África, na Missão Católica São Paulo VI, Quebo”.(Publicação no Facebook, dia 30.10. 2018).








Dom Pedro e  a comunidade deram boas-vindas ao casal Pérsio e Márcia. Auguraram a eles e aos Frei Bernardo, Gabriel e Mariana “boa missão”. Agradeceram a Samara e a Luana,  com retorno marcado para o Brasil.